"Deus quer, o homem sonha, a obra nasce" - Fernando Pessoa

"A Junta desafiou, o povo aceitou, a obra cresceu" - LP

 

Casa Mortuária

 

A Casa Mortuária foi a obra que o povo de Aldeia Viçosa mais pretendeu ver crescer. Foi figura de cartaz do programa eleitoral da lista que venceu as eleições em setembro de 2013. 
 
Esta decidiu pôr em marcha a promessa e convocar Aldeia Viçosa para que, todos juntos, ajudassem a obra a crescer. Os aldeia-viçosenses aceitaram o repto e deu-se início, no dia 06 de setembro de 2014, à tão desejada construção. No dia 25 de janeiro, dia da freguesia, a obra foi inaugurada e benzida e está pronta a dar algum conforto às famílias. 
 
A obra foi integralmente paga pelas gentes de Aldeia Viçosa, tendo custado cerca de 32.000€. Ainda faltam limar algumas arestas como ar condicionado, corrimão da varanda, caleira, que irão sendo colocados conforme a disponibilidade financeira.
No dia da inauguração, 86 % da obra estava paga e prevê-se que em muito breve será totalmente resolvida esta questão.
No próprio dia da inauguração, a Junta de Freguesia apresentou as contas da obra ao povo, numa atitude pouco vista em obras públicas.
 
Toda a juda foi preciosa: os donativos, a mão de obra, os materiais. Até o amigo que deu a chouricinha, o garrafão do vinho e o pão para a bucha. Até as palavras de encorajamento de quem passa. Espírito fantástico. 
 
Os nomes de todos quantos ajudaram nesta obra voluntariamente serão perpetuados.
 
"What you do in life, echoes in eternity!"
 
Luís Prata 2013