Maior Presépio Tradicional

O Maior Presépio Tradicional pode ser visitado em Aldeia Viçosa, no renovado Salão Cultural, diariamente entre as 9h00 e as 19h00. Ao domingo, as portas encerram mais cedo. Para entrar, basta dirigir-se à Mercearia Viçosa que vos abrirá as portas. A entrada é gratuita, ficando cada visitante convidado a deixar um moeda para o autor, caso a obra seja do agrado e sê-lo-á seguramente.

O motivo bíblico deu o mote para a montagem de um autêntico museu em miniatura, com mais de 100 m2, que vai muito além dos espaços de Natal. Além da Gruta, dos Pastores de Nazaré, da Estrela do Oriente e dos Reis Magos, nele podemos recordar momentos, espaços e tradições da nossa Beira Alta mais tradicional. Estão lá a picota, a matança do porco, as fontes de mergulho, por exemplo. São mais de duzentas peças e figuras. São mais de duas dezenas de espaços construídos manualmente. O projeto foi pensado e montado pelo mestre Ezequiel que revela ali toda a sua paixão pelo tradicional beirão e toda a sua mestria na arte de construir.

CAMINHO PÚBLICO SOIDA / MIZARELA

Após várias reuniões com conselheiros locais, com Engenhieros da Câmara e com o empreiteiro da obra, é com lamento que informamos que não iremos conseguir abrir o caminho como desejaríamos. Dois proprietários, no uso dos seus direitos, não acedram a dar 3 metros do seu espaço par criarmos uma alternativa que permitisse a passagem de maquinaria pesada para abrir um bom caminho.

Ficámos assim limitados ao caminho público, demasiadamente estreito para permitir a entrada das máquinas.

Aldeia Viçosa recebeu escritora Ana Margarida Carvalho

Foi com muito orgulho que Aldeia Viçosa foi a freguesia escolhida para a atividade "Residências Literárias" para acolher a escritora Ana Margarida Carvalho, jornalista e escritora de várias obras premiadas. Durante o fim de semana de 22 e 23 de novembro, a escritora passeou pelas ruas, pela história e pelas tradições da nossa freguesia. Desta vivência resultou um conto que fará parte da Revista de Natal do Jornal do Fundão.

DÍVIDAS ATACAM NOVAMENTE ALDEIA VIÇOSA

Foram novamente penhorados todos os valores que a Câmara Municipal da Guarda tinha destinado para a Freguesia de Aldeia Viçosa. Seis anos depois da entrada de um outro executivo, o massacre das dívidas continua.

Todos os meses são pagos cerca de 141,59€ à Segurança Social para pagar dívidas a esta entidade.

Todos os meses são pagos cerca de 407,92€ para pagar dívidas de obras feitas e não pagas (penhora de 20% do Fundo de Financiamento às Freguesias).

 

Total gasto por mês para pagar as dívidas herdadas: 549,51€.

Total gasto por ano para pagar as dívidas herdadas: 6.594,12€.

 

Ao fim de um mandato foram pagos 26.376,48€ 

+ outras dívidas mais pequenas que foram sendo pagas.

Percurso Pedestre PR 1 de Aldeia Viçosa

Descarregue aqui o panfleto do percurso ou solicite-o na junta de freguesia ou no comércio local:

  Percurso Pedestre PR 1 de Aldeia Viçosa  

"Lançar sementes, Colher sorrisos"

Discurso do Presidente da Junta de Freguesia na cerimónia de lançamento do livro da autoria do Padre Carlos Jacob. 

Texto: "Lançar sementes, Colher sorrisos"

Vídeo discurso: apresentação P.e Carlos Jacob

Bem-vindo

Aldeia Viçosa é uma freguesia do concelho da Guarda, estendendo-se sobre a margem esquerda do Vale do Mondego. Conta com cerca de 341 habitantes (2011), com 7,55 km² de área e com uma densidade populacional de 45,2 hab/km². Podemos encontrar vestígios de uma riquíssima história que remonta à época proto-histórica, passando pelos romanos, árabes, senhores feudais, judeus, invasões francesas e muito mais. 

A sua localização geográfica e o seu património cultural, arquitétonico e natural aconselham a uma visita demorada e relaxada.  

Clique na imagem e venha passear pelas ruas da freguesia.

 Bom passeio!

 

 Aldeias de A a Z

Programa da RTP 

Aldeia Viçosa para o mundo

Tarifas Sociais

Foi aprovado em Assembleia Municipal de 18/12/2017 o regulamento com as novas condições para usufruir das tarifas sociais para o pagamento das águas no concelho da Guarda.

Encontra o  Regulamento clicando aqui.   

Homenagem

Conterrâneos que combateram na 1ª Guerra Mundial:

  1. António Martins, filho de Manuel Martins e Adelaide Tunica (falecido em combate).
  2. Amaro Jacob, filho de José Jacob e de Cândida Maria;
  3. António de Aguiar, filho de Bernardo de Aguiar e de Maria José;
  4. Francisco Rodrigues, filho de João Rodrigues e de Bernarda Máxima;
  5. João Pais, filho de Manuel Pais e de Maria Joaquina;
  6. José Gonçalves Tapada, filho de José Gonçalves e Maria Rebela;
  7. José Nunes Luzio, filho de Joaquim Nunes Luzio e de Maria Joaquina da Paixão;
  8. Manuel Gonçalves Tapada, filho de José Gonçalves Tapada e de Maria do Patrocínio;
  9. Manuel de Matos, filho de António de Matos e de Ana Joaquina;
  10. Simão Ferreira da Guerra, filho de Francisco Ferreira e de Maria Cândida.