Igreja matriz de Aldeia Viçosa

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público - Portaria n.º 148/2005, DR, I Série - B, n.º 26, de 7-02-2005

Dedicada a Santa Maria, a edificação da primitiva matriz de Aldeia Viçosa, povoação conhecida até a década de 30 do século XX como Aldeia do Porco data da primeira metade do século XVI. Embora os registos documentais não documentem a data de construção do templo, alguns elementos pertencentes ao interior da igreja indicam-nos a existência da mesma na época referida, como é o caso do túmulo de Estevão de Matos, criado de D. João III e promotor de justiça na Guarda. 
No entanto, foi reedificada no século XVIII, cerca de 1773, por ordem de D. Jerónimo Rogado, bispo da Guarda, tendo sido alterada na sua estrutura. Apresenta um modelo vernacular de linhas chãs muito utilizado no interior beirão, em que se destaca uma edificação robusta, de pequenas dimensões, sem elementos estruturais ou decorativos eruditos, de que é também exemplo a igreja matriz de Ferreirim, de construção seiscentista. 
O templo apresenta planimetria rectangular que se desenvolve longitudinalmente, em que se articulam os volumes da nave e da capela-mor, tendo sido adossadas à fachada lateral direita a torre sineira e a sacristia, esta situada junto da cabeceira. Na fachada principal destaca-se o portal, encimado por frontão com óculo e ladeado por duas janelas. A torre sineira, de planta quadrada, é rematada por pináculo. Nas fachadas laterais destaca-se o portal, aberto do lado do Evangelho, de moldura rectangular, ladeado por pilastras, cujo lintel tem inscrita a data 1768. 
O espaço interior, de uma só nave, é coberto por abóbada de berço em madeira e possui dois altares laterais, de talha dourada e policromada. Junto ao portal lateral, do lado do Evangelho, foi colocado o púlpito, também em talha dourada e policromada. Do lado da Epístola, junto ao altar lateral, foi aberto um arcosólio, com arco de volta perfeita, onde foi inserido o túmulo de Estevão de Matos. O arco da capela-mor é ladeado por dois altares colaterais, dedicados a São Lourenço e a Nossa Senhora do Rosário. 
O espaço da capela-mor é coberto por abóbada de madeira, pintada com uma representação dos Quatro Doutores da Igreja rodeado a Virgem com o Menino. 
Este espaço é decorado com diversas telas, referentes a episódios da vida da Virgem. De todas merece especial destaque a tábua com a representação daVirgem com o Menino e anjos músicos, da autoria do pintor Vasco Fernandes e executada entre os anos de 1530 e 1540 (SERRÃO, Vítor,2001,pp 57-70). A inclusão desta tábua de excepcional qualidade no programa decorativo da pequena matriz de Aldeia Viçosa é atribuída a uma encomenda de chanceler Estevão de Matos, que terá contratado o mestre Grão Vasco para a execução da tábua dedicada à Virgem, posteriormente doada ao templo onde se fez sepultar. 
Catarina Oliveira


in http://www.patrimoniocultural.pt/